Quer melhorar seus resultados nas campanhas do Google AdWords, ou mesmo, iniciar sua primeira campanha? Então entenda melhor como essa ferramenta funciona e confira algumas dicas que elaboramos para te ajudar.

Mas lembre-se, as melhores estratégias são sempre aquelas que conseguem converter, ou seja, que te dão o retorno esperado. No entanto, elas dependem muito do perfil de sua empresa e dos seus objetivos. Fazer testes e cometer erros é normal. Por isso, é preciso um acompanhamento e monitoramento bem de perto.

1. Utilize o Planejador de Palavras-chave do Google AdWords

Essa é a principal prática para o bom desempenho da sua campanha: a escolha de palavras-chave! O Google possibilita essa pesquisa com ricas informações por meio da ferramenta Planejador de Palavras-chave, totalmente gratuita.

Com essa ferramenta é possível segmentar seu público, obter sugestões de ideias de palavras, ver o volume de pesquisa mensal, a concorrência e o valor de lance inicial sugerido.

2. Não esqueça de colocar as palavras-chave negativas

Há quem desconsidere as palavras-chave negativas e como resultado vê sua campanha sugando todo o orçamento com usuários que não estavam pesquisando exatamente aquilo que você estava anunciando.

Elas funcionam dessa forma, por exemplo, se você tem um salão de beleza e quer anunciar que o seu salão faz escova progressiva. Você está vendendo um serviço e não um curso, então coloque a palavra curso como negativa, assim o usuário que digitar no Google “curso de escova progressiva” não irá ver o seu anúncio.

3. Segmente suas campanhas por tipos de dispositivos de acesso à internet

Essa é uma segmentação bastante importante, mas que é esquecida por muitos. Se o seu foco são as pessoas que acessam o seu site por dispositivos móveis, smartphones, então coloque essa segmentação.

O mesmo vale para a situação contrária, imagine que você quer anunciar um sistema de gestão financeiro, algo complexo e que não há possibilidade de ser utilizado em smartphones. Então é importante que segmente sua campanha para usuários que façam a busca por desktops e notebooks.

4. Use a segmentação por geolocalização na sua campanha do Google AdWords

Seja um negócio local ou uma loja virtual, qual é a distância geográfica que o seu negócio consegue atender? Há pessoas que pensam “ah mas meu negócio é virtual, eu atendo o Brasil inteiro”, as questões cruciais aqui são: você tem serviço de entrega para todo o país? O produto que você vende é consumido por pessoas de todo o país? Seu produto é parte presente da cultura de todos?

Uma boa segmentação geográfica pode com certeza gerar maior efetividade para suas campanhas.

5. Crie chamadas para ação

Também chamadas de “call-to-action”, as chamadas para ação são expressões do tipo: compre agora; ligue; entre em contato; solicite um orçamento etc.

Tais chamadas estimulam o usuário a concretizar uma ação como: entrar em contato com o seu negócio, clicar em seu anúncio, etc.

6. Crie uma sensação de urgência no usuário

Relacionada à chamada para a ação, a sensação de urgência é uma estratégia utilizada por muitos profissionais de marketing digital. Ela está relacionada aos gatilhos mentais e ao neuromarketing. Trata-se de colocar no seu anúncio frases que, inconscientemente, estimulem o usuário a tomar uma decisão rápida porque o que você oferece é tão bom ou tem um prazo curto, que ele não pode perder tempo de jeito nenhum. De qualquer maneira, ações de urgência precisam ser de fato reais, pois nada é pior do que o cliente sentir que fora enganado pelo seu anúncio.

Há muitas outras práticas do Google AdWords que você pode desenvolver. Como dito anteriormente, acompanhe de perto o desenvolvimento de sua campanha para conseguir perceber o que pode ser feito e o que pode mudar. Se tiver dúvidas ou quiser contar sua experiência, deixe um comentário no post.