Em diversos contextos a palavra crise é utilizada para classificar determinadas situações, mas será que é possível atribuir uma definição clara a esse tipo de circunstância? Um olhar mais aprofundado do significado da palavra no sentido oferecido pela etimologia grega (krisis), demonstra que ela corresponde à fase decisiva de uma doença. Mas geralmente, é designada a um momento de desequilíbrio sensível

De maneira geral, situações de separação, passagem estreita ou afastamento são denominadas de crise. E tudo isso representa a mudança do statu quo, ou seja, o estado das coisas. Essas mudanças são constantes e acontecem em várias instâncias da vida, da sociedade, da economia.

Ao olhar para o cenário atual, é possível observar o enfrentamento de algo novo para a maioria da população mundial: a Covid-19. Amplamente disseminada no planeta, a doença exigiu e exige atenção e cuidados para a sua contenção e os reflexos que seu caráter pandêmico causa no mundo.

Sem dúvidas, a pandemia traz mudanças dia após dia ao estado das coisas. E essa mudança, bastante acelerada, funciona como uma catalisador das transformações que já estavam em curso. O processo de digitalização, por exemplo, teve que evoluir  rapidamente nos últimos quatro meses perante o período de quarentena ou lockdown para boa parte da população.

Nesse contexto em que a conexão digital se torna mais importante do que nunca, e que ajuda boa parte da população busca por sanar suas necessidades remotamente, as plataformas de redes sociais também ganham um destaque maior, uma vez que facilitam a comunicação das pessoas em isolamento social e se tornam o principal canal de conexão entre empresas e clientes.

A pandemia mudou o papel das redes sociais na vida das pessoas e também das empresas,  que agora mais do que nunca, precisam se atentar a construção de uma presença digital a fim de driblar os impactos do isolamento social e  das mudanças causadas pela crise pandêmica.

Entenda como uma boa estratégia de redes sociais pode auxiliar seu negócio em um contexto de crise!

Estratégias de comunicação para mídias sociais

Usar as redes sociais de maneira estratégica durante este período de pandemia é imprescindível, no entanto, demanda alguns cuidados.

Para começar, pode ser importante reavaliar o posicionamento da marca. Reunir informações sobre o cenário atual da sua empresa, de seu segmento, do mercado e dos padrões de consumo de seu público, é determinante para o êxito de uma  estratégia de mudança ou de realinhamento. 

Tente avaliar o que você pode adaptar no seu negócio para que ele possa ajudar as pessoas e ainda continuar funcionando!

Mantenha uma comunicação ativa nas suas redes

As pessoas que estão em casa continuam ativas no consumo de conteúdo em redes sociais, por isso, mantenha uma regularidade nas postagens. Quando alguém nota que seu perfil não é atualizado, isso afeta a percepção sobre a sua marca. 

Publicar com certa regularidade conteúdos novos pode ser considerado uma fator de credibilidade na hora de decidir por uma compra além de manter as pessoas engajadas com sua marca sempre a espera de algo novo e relevante.

Engaje seu público

Essa é uma das partes mais complexas da comunicação nas redes sociais. Para promover o engajamento dos usuários é preciso de um conteúdo relevante, atrativo, confiável e que gere o interesse do leitor para interagir com algum comentário, crítica ou compartilhamento da postagem.

Nesse sentido é muito importante pensar o seu conteúdo direcionado a uma persona: a representação semi-fictícia do seu cliente ideal. Para uma boa definição de persona é preciso ter contato com seu público-alvo.

Com uma rápida análise, é possível  identificar características comuns entre seus leads, e assim comunicar de forma mais assertiva para que eles engajem com os conteúdos publicados.

Lembre-se que o engajamento é o principal indicador de credibilidade e poder de influência sobre os seus seguidores.

Considere entreter sua audiência

Cada vez mais é uma tendência das redes sociais a chamada navegação passiva (passive browsing). Nesse tipo de navegação, o comportamento dos usuários é baseado na busca por novos conteúdos sem compartilhar nada. Essa característica aponta para um consumo de redes sociais mais focado em entretenimento e como forma de escape.

Pensar em conteúdos divertidos e que entretenham seu público deve estar no seu radar, principalmente levando em consideração o excesso de informação em diferentes canais de comunicação que os usuário são expostos, e o fato de que grande parte dessas informações não sejam necessariamente muito passivas.

Porém, mesmo no que diz respeito ao entretenimento, é preciso pensar estrategicamente. O posicionamento da sua marca deve ser levado em consideração. Antes de publicar, avalie o que está sendo comunicado, peça uma segunda opinião para sua equipe e considere alterações e ajustes caso surjam dúvidas de como a mensagem será entendida por diferentes pessoas. 

É preciso mostrar empatia e se colocar à disposição para conversar com seus clientes, seja qual for o objetivo da sua comunicação: entreter, educar ou vender. 

Prepare sua equipe

Conduzir uma estratégia de comunicação e implementá-la em suas redes sociais não é algo simples e requer conhecimento específico e técnica. Por isso, é importante ter uma equipe qualificada trabalhando em prol da imagem de sua empresa.

Ainda que as redes sociais sejam um elemento corriqueiro no dia a dia da maioria das pessoas, uma estratégia para empresas requer conhecimento, especialmente em momentos sensíveis. É essencial ter alguém qualificado e que entenda do seu negócio para gerenciar suas redes sociais. 

Afinal de contas, uma informação compartilhada de modo errôneo ou um posicionamento torto, pode ser o suficiente para comprometer a imagem da empresa.

O agora e o depois

Pela primeira vez, uma doença se espalha pelo nosso plana em um contexto de hiperconexão, em uma realidade onde a população está distante, e ao mesmo tempo conectada durante todo o dia através de um dispositivo. 

Sem dúvidas, o aumento do período em que as pessoas estão em casa realizando através do online, atividades comumente executadas no offline, faz com que a mudança seja iminente. Estar presente durante esse período de fortalecimento do digital é reforçar a autoridade de marca e ter certeza de que os investimentos de agora serão refletidos na sua posição do futuro. 

É preciso estar preparado e em constante atualização, afinal de contas, nossa única certeza é que o estado natural das coisas não será o mesmo no pós-pandemia. 
Gostou das dicas e quer saber mais sobre marketing digital? Confira os conteúdos do nosso blog e conte pra gente nos comentários sobre o que gostaria de ler por aqui!