Epidemias encontram condições para se alastrar pela sociedade desde o estabelecimento da agricultura, e ainda assim, treze mil anos depois, nenhuma experiência da humanidade com o tema é igual a outra, embora todas levem a mudanças importantes em seu comportamento. 

Uma pandemia como a do Coronavírus, possui uma escala de gravidade gigantesca, e chega a ser redundante apontar que, com ela, surge uma crise única para a humanidade. Com isso, profissionais do mundo inteiro buscam soluções para entender qual a melhor forma de lidar com esse cenário da saúde global, que está diretamente relacionado a impactos econômicos. 

Em tempos de isolamento social, a forma como você conduz a estratégia de marketing digital da sua empresa é um fator determinante para a gestão de crise, e se adaptar às necessidades e tendências de mercado.

Veja como o marketing digital pode ser, agora mais do que nunca, um divisor de águas para o seu negócio!

Os hábitos mudaram

A necessidade de aderir à quarentena, fez com que os hábitos do mundo todo mudassem drasticamente. Apesar disso querer dizer que muita coisa está diferente no offline, também mostra alterações no comportamento online que tendem a favorecer quem investe em marketing digital. 

Com a população hiperconectada, comprar online não é mais apenas uma das opções que o consumidor tem, mas a principal e mais plausível para o momento. Se o digital ainda não é uma realidade do seu negócio, ou se a sua estratégia não está fortalecida, investir nessa iniciativa agora é a melhor maneira de lidar com situação.

É importante lembrar que a crise trouxe um cenário de antecipação do que já era previsto como tendência para o mercado, o que significa que provavelmente muitas das adaptações necessárias agora, devem continuar presentes no comportamento de consumo posterior à crise

Posicionamento = Protagonismo

Saber se posicionar e garantir que sua estratégia esteja adaptada às necessidades do consumidor não significa apenas empatia diante da situação, mas também mostra protagonismo no mercado. O gerenciamento de crise tem a ver também com a imagem que sua marca vai passar. 

O consumidor tem cobrado um posicionamento das empresas em relação à atual situação mundial devido à rápida propagação do coronavírus, e é importante obter uma leitura da situação para conseguir fazer com que a estratégia de marketing digital exista, mas não seja totalmente indiferente ao que o mundo todo está passando. 

Apesar de ficar claro que confiar em uma marca é um elemento crucial para os compradores durante a pandemia, também é importante entender que o cliente está de olho nas atitudes das empresas nesse momento, e com base nessas atitudes, pode e provavelmente vai, definir seus hábitos de consumo.

O cenário não é estático

Sem saber exatamente como agir diante desse cenário, muitas empresas tiraram o pé do acelerador no que diz respeito ao investimento em marketing. Embora seja certo que, em um primeiro momento, é preciso ter sensibilidade na comunicação, esta também não é a melhor hora para sumir de vista. 

É necessário repensar a estratégia e entender que nada é estático nesse cenário. O próprio Google aconselha as marcas a se questionarem diariamente sobre o impacto e relevância que seus criativos e campanhas que estão no ar possuem, tendo em vista que mesmo o panorama mundial tem atualizações que alteram tudo em pouquíssimo tempo.

Quando pensamos em gestão de crise, a principal dificuldade se encontra na instabilidade das perspectivas futuras, e mesmo o presente acaba sendo fácil e rapidamente mutável. Muitas das visões que pareciam certas quanto ao coronavírus e mesmo ao mercado a poucos meses atrás, hoje possuem respostas bem diferentes. 

O lado positivo dessa história é que o trabalho com marketing digital é extremamente ágil, e estar de olho em todas estas questões é muito mais simples e muito menos custoso do que em qualquer outra mídia. Por mais importante que seja pensar a longo prazo, os pequenos detalhes do dia a dia com certeza farão total diferença, e é por isso que ter uma estratégia de marketing digital sólida é a chave para garantir uma boa gestão de crise.

O marketing digital é abrangente

Tanto grandes empresas quanto as de menor porte, podem e devem se beneficiar do marketing digital. A possibilidade de segmentação é um atributo precioso para quem quer atingir a um público específico, o que faz com que campanhas locais sejam certeiras e eficazes. 

Apesar de muitos negócios mais tradicionais ainda relutarem na absorção da tendência ao digital, o avanço do coronavírus no mundo todo, gerou uma necessidade de adaptação que antecipou mudanças, fazendo com que fosse possível entender o valor do investimento online para todo tipo de empresa.

Mesmo o consumidor que ainda não estava habituado a comprar online, começou a perceber as vantagens de mudar seu comportamento, isso está diretamente atrelado ao que a população têm passado com o Covid-19, mas não é um comportamento que tende a mudar.

É a vez do e-commerce

Ao gerir uma crise, é necessário entender que esse é um momento onde tudo na jornada do consumidor, desde o primeiro impacto através de anúncios, até a experiência completa do seu e-commerce para a conclusão de compra, passa por um trajeto mais delicado.

Qualquer deslize pode ser muito mais negativo para suas vendas do que em um cenário regular de mercado. Embora muitas empresas duvidem da propensão do consumidor à compra nesse momento, é importante lembrar que o público está lá, a diferença é que agora ele vai preferir comprar em casa.

O gerente de mídias da Raccoon, Alexandre Carreri Donatelli, conta como tem visualizado o andamento do mercado durante este período:

“A crise escancarou uma necessidade já observada há alguns anos: a digitalização do negócio. Muitas empresas, incluindo as tradicionais, foram ficando para trás e perdendo share de mercado a medida que as mais preparadas digitalmente evoluíam. Estamos, mais do que nunca, na Era da adaptação ao cliente, que passa cada vez mais horas conectado à internet. O aumento das buscas online por produtos e serviços, que vem crescendo ano a ano e que crescerá ainda mais com a crise, torna o marketing digital imprescindível para as empresas. E, claro, quem “convida” as pessoas para o seu site, deve garantir uma boa usabilidade ao usuário, pois seu concorrente com certeza pensará nisso.”

Seu e-commerce busca facilitar a navegação, compra e o contato entre consumidor e empresa? Pensar na jornada de compra do seu público e garantir a melhor experiência também é parte fundamental da estratégia.

Pensar na gestão de crise é necessário

Por mais nebuloso que todo cenário se encontre durante uma crise, é importante buscar ideias que não alterem completamente a essência e o diferencial de sua marca, mas que os valorize de forma apropriada para o momento. 

É por isso que ter uma estratégia coerente faz toda a diferença, afinal de contas, há um olhar unânime sobre quais caminhos o consumo irá trilhar daqui para frente, e o foco é no digital. 

A Raccoon preparou uma sessão semanal que vai debater as principais preocupações e tendências do mercado diante das mudanças no cenário atual. Quer saber mais sobre algum tema? Conte para a gente aqui nos comentários!

Escrito por:

Aline Anzolin

Especialista de Conteúdo na Raccoon, tetracampeã do prêmio de Melhor Agência de Marketing de Performance do Brasil pela ABComm (2015, 2016, 2017 e 2018) e melhor da América Latina no Google Premier Partner Awards.

Comentários