O varejo é a venda de bens e serviços de empresas a um usuário final (o cliente). O marketing de varejo é o processo pelo qual os varejistas promovem a conscientização de seu público, despertando seu interesse pelos produtos e serviços que oferecem, em um esforço para gerar vendas.

Existem muitas abordagens e estratégias diferentes que os varejistas podem usar para comercializar seus bens e serviços. Mas quais são essas formas de vender melhor no varejo? Como usar o marketing de varejo para conquistar vendas e manter clientes cada vez mais satisfeitos?

É exatamente isso que você vai aprender a seguir. Veja como o marketing de varejo funciona na prática, grandes exemplos do segmento e como elaborar estratégias que dão resultados de verdade!

Como o marketing de varejo funciona?

O marketing de varejo diz respeito às estratégias e táticas que os varejistas usam para atrair clientes e impulsionar as vendas. O marketing de varejo tem quatro componentes principais, também conhecidos como os “4 Ps do marketing”: São eles: Produto, Preço, Praça e Promoção.

Representadas principalmente pelos 4 Ps, as estratégias que compõem o marketing de varejo são inúmeras e englobam cada experiência do consumidor com a loja, em todas as etapas da sua jornada de compra. Em palavras simples, tudo, desde o interior e o exterior da loja, até os anúncios na loja, a distribuição dos produtos, ofertas e promoções, e o comportamento dos vendedores está incluído no marketing de varejo.

Produto

O produto do varejo é aquilo que é ofertado ao consumidor, a mercadoria que a loja oferece. Existem dois tipos principais de mercadoria. Bens duros ou duráveis, como eletrodomésticos, eletrônicos e equipamentos esportivos. E produtos leves, como roupas, utensílios domésticos, cosméticos e produtos de papel. Alguns varejistas carregam uma variedade de itens rígidos e flexíveis, como um supermercado ou uma grande cadeia de varejo, enquanto muitos varejistas menores carregam apenas uma categoria de produtos, como uma loja de roupas de uma categoria específica.

Preço

O preço é um elemento-chave do marketing porque representa o que a empresa recebe pelo produto ou serviço que está sendo comercializado. É o único elemento do mix de marketing que gera receita, enquanto todos os outros elementos representam custos. Portanto, os profissionais de marketing precisam ser muito claros quanto aos objetivos, métodos e fatores de preço que influenciam a estratégia de marketing de varejo.

Muitos fatores afetam as políticas de preços do varejo. A escolha de produtos e a definição de preços é uma parte importante do gerenciamento de varejo porque passam pelo faturamento que você almeja, sua margem de lucro, mas ainda mantendo um preço competitivo e que o cliente considere atrativo.

Praça

A praça no marketing de varejo se refere aos canais de distribuição a serem utilizados. O objetivo é garantir que os produtos e serviços estejam disponíveis nas quantidades adequadas, no momento e local certos.

Os canais de distribuição consistem em organizações como varejistas ou atacadistas, através das quais as mercadorias passam para os clientes. Os produtores precisam gerenciar bem o relacionamento com essas organizações, pois elas é que mediam entre consumidor e produto.

Também é essencial estar ciente dos novos métodos de distribuição que podem criar uma vantagem competitiva.  Cada vez mais, a música é distribuída baixando da Internet ou por streaming, em vez de ser comprada em lojas de música. Consequentemente, a praça para quem quer executar o melhor marketing de varejo é outra parte importante do mix que influencia a tomada de decisão.

Promoção

Os varejistas se comunicam constantemente com seus clientes usando uma variedade de métodos e abordagens de mídia e comunicação. As promoções de varejo envolvem o gerenciamento de elementos que incluem publicidade, promoções de vendas, marketing digital e direto, vendas pessoais, patrocínios e relações públicas.

Por todas essas ações, o público-alvo é conscientizado para descobrir um produto ou serviço e os benefícios (econômicos e psicológicos) que essa mercadoria confere aos clientes.

O marketing digital é cada vez mais importante como ferramenta promocional. Uma grande vantagem da internet e do meio online é seu alcance global. Para fazer um bom marketing de varejo, as empresas agora podem estender facilmente o alcance de suas comunicações aos consumidores em todo o mundo, simplesmente criando um site. 

Muitos varejistas agora vendem pela Internet, exclusivamente ou em conjunto com lojas físicas. A internet traz oportunidades para os varejistas venderem e se comunicarem com seus clientes por meio de um canal altamente interativo e flexível. 

É necessário saber usufruir plenamente de suas vantagens para tornar escaláveis as ações de marketing de varejo.

Quais são as vantagens do marketing de varejo 

O marketing de varejo, seja digital ou offline, permite que uma empresa possa aproveitar muitos benefícios. Isso vai além de ganhar dinheiro e faturar mais, uma vez que uma empresa sempre busca aumentar a receita. Além de obter lucro, esses benefícios ocorrem devido ao marketing de varejo:

Ao colocar em prática o marketing de varejo, você estabelece conexões com outras empresas que fabricam os produtos que você vende, como nos marketplaces. Isso permite que você faça contatos, encontre mais empresas e continue a expandir seus negócios.

Quanto aos clientes, eles não o associam simplesmente a um produto. Por exemplo, se um cliente fica insatisfeito com uma compra, ele não projeta o descontentamento em sua loja, mesmo tendo sido você que vendeu. Como nos marketplaces, os clientes desassociam sua empresa dos produtos, o que funciona como uma vantagem para você.

Ao continuar seu marketing de varejo, você pode fazer a leitura de dados sobre seus clientes, público-alvo e sobre a forma como os consumidores interagem com sua marca. Preste atenção aos detalhes e continue sendo analítico em relação aos dados, como produtos mais populares, mídias que mais convertem clientes e muito mais! Isso ajudará você a melhorar sua loja e ajustá-la de acordo com as necessidades de seus clientes.

Grandes nomes do varejo utilizam de estratégias de marketing para chegarem ao topo de seus mercados. Não é incomum que você visite o site da Amazon, por exemplo, e, em seguida, receba em seu e-mail ofertas relacionadas aos produtos que você visualizou ou comprou.

A brasileira Magazine Luiza também é um bom exemplo de marketing de varejo. A rede de lojas, que começou no mundo físico mas já construiu grande presença online, utiliza de uma série de estratégias – via redes sociais, anúncios no Google, aplicativo da loja etc – para se estabelecer como uma gigante do mercado, sempre reconhecida pelo público e faturando cada vez mais em razão de estratégias de marketing.

Por onde começar a estratégia de marketing de varejo

Ao trabalhar no marketing de varejo, principalmente sob a ótica do marketing digital, você pode obter esses benefícios dos exemplos acima. Eles fornecem uma maneira de melhorar sua loja, mantendo fortes relacionamentos com seu consumidor e se destacando no mercado.

Todo varejista precisa de uma estratégia de marketing de varejo. Isso significa que você estabelece um plano para manter os negócios funcionando enquanto o ajuda a crescer. Sua estratégia mudará dependendo do tamanho da sua empresa, do número de funcionários que você possui e das preferências de seus clientes.

Para começar do jeito certo, conte não apenas com seu conhecimento de mercado, marketing e dos seus clientes. Considere também recorrer a especialistas para dar forma às suas estratégias de marketing de varejo. Quer saber como isso funciona na prática? Então fale com a Raccoon e veja como podemos ajudar. É só entrar em contato aqui.