Quem acompanha o desempenho de sua conta no mundo do marketing digital sabe que pode levar muito tempo até encontrar todos os dados necessários para fazer uma análise assertiva e tirar insights valiosos. Para facilitar esse processo entram as dashboards. Mas você sabe o que é dashboard?

Continue lendo esse artigo e aprenda o que é e como fazer uma dashboard de forma rápida e fácil!

O que é dashboard?

As dashboards são painéis interativos nos quais você pode configurar da melhor forma as informações mais importantes e, assim, pode encontrar rapidamente todos os dados necessários para a sua análise.

Essa organização auxilia a tomada de decisões, além de apresentar de maneira geral diversas informações relevantes sobre áreas da sua empresa, tornando o processo mais dinâmico e claro.

Agora que você já sabe o que é dashboard, vamos te ensinar como fazer uma utilizando o Data Studio, ferramenta disponível gratuitamente pelo Google que permite a integração com o Google Ads e Google Analytics, entre outras plataformas.

Criando sua primeira dashboard

Antes de começar, além de saber o que é dashboard, é importante definir quais informações você quer acompanhar e analisar. Dependendo do seu objetivo, existem modelos de Dashboards prontos nos quais só é necessário conectar a fonte de dados.

Os modelos prontos também servem como ponto de partida para ter ideias de como apresentar seus dados.

O primeiro passo na construção da sua dashboard é criar a fonte de dados.

Ao escolher a opção para criar a fonte de dados, iremos para a tela de seleção de conectores desenvolvidos pelo Google:

Podemos acessar diversas fontes, como plataformas do Google e Bancos de Dados. Para esta Dashboard utilizaremos a conexão com o Google Ads:

Selecione a sua conta do Ads e pronto! O Data Studio te levará para a tela de edição da sua dashboard:

Nessa parte você pode inserir diversos tipos de gráficos:

Agora que já entendemos o que é dashboard e como fazer uma, vamos ver as boas práticas para conseguir tirar o maior proveito de cada tipo de gráfico disponível no Google Data Studio, além de explicar brevemente sobre cada um.

Gráfico de Barra

  • Indicado para comparar métricas de categorias diferentes. Volume de investimento e receita dividido em diversas categorias de campanhas;
  • Incluir diversos gráficos de barra na dashboard ajuda o analista a comparar informações relacionadas sem precisar buscar em diversas planilhas;
  • Utilize cores diferentes para dar mais atenção às principais métricas.

Gráfico de Linha

  • Indicado para acompanhar tendências ao longo do tempo, além do volume de investimento e receita ao longo do ano, crescimento de receita no trimestre;
  • Gráficos de linha podem visualmente auxiliar a identificar mudanças em comportamento durante um período de tempo.

Gráfico de Área

Um caso especial do gráfico de linha. Indicado para acompanhar 3 ou mais dimensões através de um período de tempo, facilitando a compreensão.

Gráfico de Pizza

  • Indicado para demonstrar proporções e acompanhar a porcentagem de orçamento investido em cada categoria de produto;
  • Importante limitar o número de dimensões neste gráfico para facilitar a interpretação dos dados.

Gráfico de Dispersão

  • Indicado para demonstrar concentração de dados através de dois eixos;
  • Utilizado para acompanhar volume de vendas por categoria e por hora do dia;
  • Este tipo de gráfico se beneficia muito da utilização de filtros para conseguir investigar tendências.

Mapa

  • Indicado para acompanhar desempenho geográfico. Usa-se para entender onde estão seus maiores clientes;
  • Funciona melhor em conjunto com outros gráficos e filtros para ter insights geográficos sobre o comportamento das suas dimensões e métricas.

Interatividade da dashboard

Com os gráficos posicionados na sua dashboard de forma a tirar o máximo de informação, agora é a hora de inserir os filtros interativos.Os filtros de interatividade da dashboard são bastante importantes e são eles que tornam a análise mais dinâmica e produtiva, pois ajudam a investigar mais a fundo as informações que temos a disposição.


Os filtros estão divididos em 3 categorias, de dimensão, data e fonte de dados.

Dimensão

Com seus gráficos dispostos na dashboard, você pode querer investigar melhor como está o desempenho de determinada categoria de produto, ou como estão indo as vendas em uma cidade específica. Nesses casos os filtros de dimensão são utilizados para investigar mais a fundo essas informações.

Data

Em conjunto com os filtros de dimensão, o seletor de datas auxilia o acompanhamento do desempenho da sua conta.

Fonte de Dados

O filtro de fonte de dados é utilizado para acessar os dados de diversas vistas do Google Analytics, e, dessa forma, com apenas um clique você pode trocar a fonte de dados e utilizar a dashboard que você criou para tirar diversos insights.

De posse dessas ferramentas, sempre tenha em mente que tipo de informações você quer acompanhar e quais são as métricas mais importantes para o seu negócio.


Viu como é fácil entender o que é dashboard e como fazer uma dashboard? Utilizando essas ferramentas do Google Data Studio você poderá montar dashboards perfeitas para a sua empresa e, com isso, otimizar suas análises!