Os consumidores de hoje, cada vez mais, recorrem à internet para pesquisas sobre empresas, produtos e serviços que pretendem adquirir. Pensando em conquistar esse público, foi desenvolvido o Inbound Marketing que, entre suas estratégias, utiliza a produção de conteúdo de qualidade para atrair, informar e se relacionar com os potenciais clientes.

Neste artigo, elaboramos algumas dicas de produção de conteúdo para que seu site se sobressaia na internet e conquiste resultados significativos.

Planeje suas palavras-chave

Todo mundo sabe que antes de começar qualquer trabalho é preciso ter um bom planejamento. Na produção de conteúdo não é diferente.

Seu planejamento precisa conter as informações básicas sobre sua empresa, mercado, concorrentes e os objetivos. Além disso, faça uma pesquisa de palavras-chave e separe as que são mais relevantes de acordo com o seu negócio. Tente escolher palavras-chave mais amplas e também as mais específicas. Por exemplo, se você tem uma empresa que vende cosméticos, você deve escolher a palavra “cosméticos”, mas também, “cosméticos hipoalérgicos”, “cosméticos naturais”, “cosméticos com fragrâncias”, etc.

Crie pautas e um cronograma de publicação

Com as palavras-chave e o planejamento você já consegue produzir as suas pautas, bem como estipular quando elas serão publicadas. Esse cronograma é importante para que você não fique muito tempo sem postar nada, isso não é bom para o público e para a relevância diante do Google.

Defina suas personas

O conceito de Buyer Personas, criado pelo programador Alan Cooper, visa identificar quem são seus potenciais clientes e criar personagens semifictícios com informações mais úteis que as de público-alvo, mas também, com características comportamentais, psicológicas e habituais. Sabendo quem são suas personas, você consegue saber com quem deve falar ao escrever seus textos.

Escolha a linguagem

Normalmente, os conteúdos de atração de público devem ser escritos com uma linguagem mais informal, como se fosse uma conversa entre você e o leitor. Para que esse bate-papo aconteça é importante que você se coloque no lugar dele, tentando escolher o tipo mais eficaz de linguagem e levando em consideração o conhecimento que ele possui.

Quando for citar termos mais técnicos, nomes em outro idioma ou exemplos reais, sempre desconfie que seu leitor possa não entender sobre o que você está falando. Explique no próprio artigo ou coloque um link para outra postagem que possa esclarecer.

Estruture o conteúdo

Muitas vezes o redator acerta em produzir um título curto e muito atrativo, mas erra na estrutura do conteúdo, produzindo um texto corrido e muito extenso. O resultado são visitantes desistindo da leitura antes mesmo de começar.

As pessoas costumam dar uma olhada no texto todo antes de iniciar a leitura para saber se ele está tratando sobre um assunto pelo qual elas realmente se interessam. Assim, é recomendado que você inicie o seu artigo com um ou dois parágrafos introdutórios e desenvolva o texto separando-o com subtítulos sempre que for tratar de um tópico importante.

Dessa forma, fica mais fácil para leitor entender qual o assunto em questão e procurar no texto os itens que ele mais precisa entender. Colocando os subtítulos é possível fazer marcações heading que ajudam com que o Google veja a relevância do seu conteúdo e o posicione melhor nos resultados de buscas.

Chamadas para ação (CTA)

O seu texto deve sempre encerrar com uma CTA (uma chamada para ação ou call-to-action, em inglês) estimulando o leitor a uma ação de acordo com os seus objetivos. Algumas expressões muito usadas em CTAs: “entre em contato”, “assine nossa newsletter”, “preencha o cadastro”, “compartilhe nas redes sociais”, “deixe um comentário no post”, entre outras.

Seguindo esses mandamentos da produção de conteúdo, pode estar certo de que a visibilidade do seu texto aumenta e muito!

E por falar em CTA, que tal compartilhar este post nas suas redes sociais e ajudar outras pessoas como você, que querem saber tudo sobre produção de conteúdo?